DOWNLOADS

*campos obrigatórios

Para iniciar o download de material exclusivo, preencha com seus dados:

CONTATO

*campos obrigatórios

Entre em contato conosco e supere suas expectativas:

CONTRATE

*campos obrigatórios

Formulário:

Verifique a disponibilidade de agenda para contar com a presença de
Carlos Hilsdorf em seu evento.
Torne seu evento único!

Preencha o formulário ao lado.

+55 16 3374.3839

Rua Sete de Setembro, 1353, Centro
CEP: 12560-180 São Carlos - SP

Blog

A hiperinformação

Vivemos a era da hiperinformação, e por mais que queiramos, não conseguiremos acompanhar tudo o que de relevante se produz no mundo sobre nossas áreas de interesse.

A biblioteca de Alexandria, aparentemente fundada por Ptolomeu ou Ptolomeu II, seria em volume de informação, uma gota no oceano, se comparada à atual biblioteca virtual da internet. Consta que a biblioteca de Alexandria (que passou por sucessivas destruições parciais e pela mega destruição de fundamentalistas, em 646 da era cristã) continha os mais importantes trabalhos, em termos de sabedoria, produzidos no mundo até então.  Ela possuía cerca de 700 mil livros!

Bem se percebe que, mesmo àquela época, não daríamos conta de nos inteirar de tamanho arsenal de conhecimento.

A diferença está na relevância. Ao que consta, o acervo da biblioteca de Alexandria era composto de “obras de sabedoria”, ou seja, algo que valesse mais que os pergaminhos, e papiros onde estavam escritas. Hoje, infelizmente, encontramos muitos livros que não fazem jus às arvores que deram origem ao papel de que se valem para chegar até os leitores. Quantas árvores “assassinadas em vão”…

Hoje se produz por produzir, se escreve por escrever, e na era das mídias sociais se busca “qualquer coisa” para dividir…

A era da hiperinformação trouxe a democratização da informação, mas, também, a diluição do conteúdo relevante em um universo de bytes perdidos, digitados a esmo.

Agora, mais que nunca, precisamos escolher bem o que ler, ouvir e assistir.

Se não conseguimos acompanhar o que de relevante se produz sobre nossas áreas de interesse, ao menos devemos diminuir o prejuízo buscando perder menos tempo com “obras” perfeitamente descartáveis.

Valorize seu tempo. Toda uma vida é pouco para nos maravilharmos com o que produzem de melhor nossos companheiros de jornada na escola do mundo.

5 ideias sobre “A hiperinformação

  1. Erika

    Olá, Carlos

    Admiro muito seu trabalho, e concordo com o fato de sermos criteriosos e seletivos, sobre o conteúdo disponibilizado para estudo, diante de numerosas obras publicadas, seja virtualmente ou impressa. É muito interessante o texto sobre a biblioteca de Alexandria. Excelente!! Sucesso com o blog.

    abçs

    Érika

    Responder
  2. Fabiano Douglas

    Carlos,
    estarei na sua palestra no Rio de Janeiro em 26/10.
    Sobre o tema do blog:
    Considero que o mundo está repleto de informações: algumas de grande valor e outras descartáveis. Cabe a nós transformarmos em conhecimento aquilo que realmente interessa. A sabedoria será importante ao aplicarmos, o que antes era uma simples “informação”.
    Isso vale tanto para o cenário pessoal, quanto profissional.
    Sds,
    Fabiano (Rio de Janeiro – RJ)

    Responder
  3. Anjali

    Como sempre, encontro em seus textos certo grau de magia que me deixa pronta para por meus projetos em prática, e os resultados são fenomenais. Obrigada, grande líder.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>