DOWNLOADS

*campos obrigatórios

Para iniciar o download de material exclusivo, preencha com seus dados:

CONTATO

*campos obrigatórios

Entre em contato conosco e supere suas expectativas:

CONTRATE

*campos obrigatórios

Formulário:

Verifique a disponibilidade de agenda para contar com a presença de
Carlos Hilsdorf em seu evento.
Torne seu evento único!

Preencha o formulário ao lado.

+55 16 3374.3839

Rua Sete de Setembro, 1353, Centro
CEP: 12560-180 São Carlos - SP

Blog

Arquivo do autor:assessoria

Revolucione Seus Negócios – O novo livro de Carlos Hilsdorf

Olá amigos! acaba de ser lançado meu novo livro: “Revolucione Seus Negócios”. Foi escrito com muito carinho e dedicação, e é indicado a todos vocês que, de uma forma ou outra, estão inseridos no mundo dos negócios, seja você proprietário de uma empresa, funcionário, seja da área de Vendas, RH, ou outra área. Espero que este livro colabore com você e com seu sucesso profissional! Confira abaixo, um trecho do primeiro capítulo:

Palestrante Carlos Hilsdorf livro revolucione seus negocios

 Bem-vindo ao novo mundo dos negócios.

Diga adeus ao antigo mundo dos negócios.

O enorme crescimento da competição, fruto da globalização e do salto tecnológico, e a maior maturidade do capitalismo brasileiro nos conduziram a um novo cenário de negócios.

Nesse novo cenário, precisamos olhar para o curto, médio e longo prazos simultaneamente. Nele, a competição não vem dos locais óbvios, pode vir de qualquer lugar do planeta.

A velocidade com que as inovações são implantadas e correm o mundo é extraordinária. A inovação torna-se a tônica de um mercado baseado na contínua reinvenção de produtos, serviços e maneiras de se relacionar com os clientes.

Uma série de fenômenos está mudando a forma como as empresas fazem negócios e relacionam-se com seus clientes.

Ninguém consegue estar informado sobre tudo que acontece de relevante no mundo dos negócios; vivemos a “Era da Hiperinformação”. Nessa era, o poder de fazer acontecer migra das mãos daqueles que conheciam os fatos para a mão daqueles que sabem lidar com fatos desconhecidos. Somos pressionados pela tônica da Timeless Society – a Sociedade sem Tempo, onde os clientes se tornam clientes 24/7 – consumidores que desejam ser atendidos e poder realizar negócios 24 horas por dia, 7 dias por semana, com empresas por eles eleitas com base em critérios que vão de qualidade, atendimento e disponibilidade, responsabilidade social e sustentabilidade.

Esses clientes, cada vez mais bem informados e engajados, nos colocam rumo a um caminho sem volta na busca por diferenciais efetivos que os cativem.

Esta é também a “Era da Convergência”, a era do “tudo em um”, da multifuncionalidade e do multiexpertise. Daí advém o termo convergência: aquilo que antes estava separado converge para uma proposta integrada. Os produtos tornam-se multiuso e  multifuncionais. As equipes de trabalho tornam-se multidisciplinares. Acaba a nítida divisão entre produtos e serviços.

O marketing deixa de buscar a criação de produtos e serviços que satisfaçam a apenas uma necessidade e passa a se dedicar à criação de soluções integradas que atendam simultaneamente a diversas necessidades. É o caso dos smartphones, impressoras multifuncionais, etc. O marketing passa a se dedicar mais intensamente à criação de novas estratégias de atração e retenção de clientes pela via do relacionamento de longo prazo.

Na área da educação, a interdisciplinaridade ganha peso; na esfera do RH, as empresas passam a valorizar profissionais multiexpertise, que transitam bem por diferentes áreas do negócio.

No atual mundo dos negócios, a única constante é a mudança. E a única certeza é que o sucesso, uma vez atingido, está superado.

A afirmação de Peter Drucker, “tudo o que existe já está obsoleto!”, define categoricamente o cenário atual. Acabou a possibilidade de ficarmos postergando nossas decisões e ações. Precisamos aprender e agir mais rápido e de maneira mais eficaz que a concorrência, buscando torná-la irrelevante.

E o momento de maior risco para uma empresa ocorre justamente quando ela atinge o sucesso. O perigo é acreditar que encontramos “o caminho”. Na verdade, encontramos apenas a parte do caminho que nos trouxe até este ponto. O grande desafio é descobrir os novos caminhos que nos conduzirão ao futuro.

 Livros mais vendidos negocios palestrante Carlos Hilsdorf

Um grande abraço e muito sucesso!

Carlos Hilsdorf

Site: www.carloshilsdorf.com.br

Facebook: www.facebook.com/carloshilsdorf

Twitter: @carloshilsdorf

As 15 posturas de um líder de sucesso

perfil lider lideranca

 Liderança é um comportamento aprendido que se torna inconsciente e automático ao longo do tempo. Segundo a revista americana Forbes, os líderes tomam decisões importantes sobre um problema no mesmo período em que outras pessoas levam apenas para entender as questões. O processo de tomada dessas decisões vem de um acúmulo de experiências, encontros com uma multidão de circunstâncias diferentes, tipos de personalidade e falhas imprevistas.

Conforme a publicação, os líderes mais bem-sucedidos são os tomadores de decisões instintivas. Para fazer a carreira avançar, é preciso aprimorar a capacidade de liderança e assumir responsabilidades. Para chegar lá, a revista listou 15 posturas que devem ser trabalhadas por um líder de sucesso. Confira a seguir:

Continue lendo

Consertar o mundo

Olá amigos, aqui está uma breve e bastante conhecida história sobre como consertar o mundo. Espero que vocês gostem.

Um homem muito preocupado com os problemas do mundo passava dias em seu escritório, tentando encontrar meios de consertar o planeta.

Certo dia, seu filho de 7 anos entrou em seu escritório decidido a ajudá-lo.

consertar o mundo

O homem, nervoso pela interrupção, tentou fazer o filho brincar em outro lugar. Vendo que seria impossível removê-lo, procurou algo que pudesse distrair a criança. De repente, deparou-se com o mapa do mundo.

Estava ali o que procurava. Recortou o mapa em vários pedaços e, junto com um rolo de fita adesiva entregou ao filho dizendo:

- Você gosta de quebra-cabeça? Então vou lhe dar o mundo para consertar. Aqui está ele todo quebrado. Veja se consegue consertá-lo bem direitinho! Mas faça tudo sozinho!

Pelos seus cálculos, a criança levaria dias para recompor o mapa.

Passados alguns minutos, ouviu o filho chamando-o calmamente:

- Pai, consegui! Terminei tudo!

A princípio, o pai não deu crédito ao chamado do filho. Seria impossível uma criança de 7 anos conseguir recompor um mapa que jamais tinha visto.

Relutante, o homem levantou os olhos de suas anotações, certo de que veria um trabalho digno de uma criança. Para sua surpresa, o mapa estava completo. Todos os pedaços haviam sido colocados nos devidos lugares. Ficou boquiaberto. Pensou: como seria possível? Como o menino de 7 anos foi capaz de tal feito? E resolveu perguntar:

- Meu filho, você não sabia como era o mundo, como conseguiu montá-lo completamente?

E a criança respondeu:

- Pai, eu não sabia como era o mundo, mas quando você tirou o papel do jornal para recortar, eu vi que do outro lado havia a figura de um homem. Quando você me deu o mundo para consertar, eu tentei, mas não consegui.
Foi aí que me lembrei do homem, virei os recortes e comecei a consertar o homem do outro lado da folha, pois o homem eu sabia como era. Quando consegui consertar o homem, virei a folha e vi que havia consertado o mundo!

Moral da história: o primeiro passo para consertar o mundo é consertar os seres humanos. Só seres humanos melhores poderão fazer do mundo um lugar melhor.

Autor desconhecido

Um grande abraço a todos, do palestrante Carlos Hilsdorf.

Esforço extra

Sabe o que Pelé, Ayrton Senna, Oscar Schmidt, Fernanda Montenegro tem em comum? Todas estas pessoas são geniais em suas áreas porque se esforçaram muito mais que outras pessoas também talentosas.

esforço extra

 

Elas se dedicaram profundamente, e ao fazer isso na busca pela própria excelência, foram reconhecidas e tornaram-se referências. Torne-se também uma referência na vida e no trabalho. O mundo valoriza as pessoas que fazem a diferença. Muito mais importante que aquilo que você faz é a maneira que você faz. Não entregue ao mundo apenas o que ele pede a você. Vá além, dedique-se mais. Esforce-se mais. Onde as pessoas comuns se dão por satisfeitas, aí começa o seu trabalho.

Esforço extra é tudo o que você faz além daquilo que se esperava de você. É dedicação adicional. Quando você faz algo além do esperado, evidencia o seu verdadeiro valor. Por isso, trabalhe para superar expectativas. Faça além do óbvio. Não se dê por satisfeito em ser bom, busque ser ótimo!

Esforce-se mais que os outros. Esforce-se mais do que você já se esforçou anteriormente. Se você faz as coisas bem, faça-as ainda melhor.

Palestrante Carlos Hilsdorf (trecho do livro 51 Atitudes Essenciais para Vencer na Vida e na Carreira)

A Inveja

Olá amigos! Que nunca sofreu com a inveja? A inveja é uma vontade frustrada de possuir os atributos ou qualidades de um outro ser, pois aquele que deseja tais virtudes é incapaz de alcançá-las. A quem sofre porque outras pessoas tem inveja de você, deixou este pequeno texto “Pedras e Frutos” de minha autoria, e uma breve fábula, bastante conhecida.

Pedras e frutos (por Carlos Hilsdorf)

”Não se atiram pedras em árvores sem fruto; toda tentativa de apedrejamento visa sempre derrubar os frutos.
Inocente ignorância dos apedrejadores, porque, mesmo conseguindo o feito, se esquecem de que os frutos caídos no chão experimentarão o tempo e a decomposição e voltarão a frutificar, de uma ou de outra maneira, pois cada semente dá origem à essência interior que carrega.
Já as pedras caídas no chão permanecerão pedras, e as mãos que as atiraram terminarão vazias, tão vazias quanto o coração e a alma que lhes ativaram o movimento.”

Palestrante Carlos Hilsdorf

E aqui, a fábula, de que falei:

A Inveja

Era uma vez uma cobra que começou a perseguir um vagalume que só vivia para brilhar.

Ele fugia rapidamente, com medo da cobra. Fugiu durante um dia e ela não desistia, dois dias e nada da cobra desistir.

No terceiro dia, já sem forças, o vagalume parou e disse à cobra:

- Posso lhe fazer uma pergunta?

- Não costumo abrir esse precedente para ninguém, mas já que vou te devorar mesmo, pode perguntar.

- Pertenço à sua cadeia alimentar?

- Não.

- Te fiz alguma coisa?

- Não.

- Então por que você quer me comer?

- PORQUE NÃO SUPORTO VER VOCÊ BRILHAR!

A qual grupo você pertence ?

fazer a diferença

Em uma importante universidade, um sábio professor, com grande dose de paciência, tentou começar a primeira aula do ano de sua nova turma, mas não conseguiu. Pediu silêncio educadamente várias vezes e não obteve sucesso. O professor, com voz firme, disse então:

“Queridos alunos, prestem atenção porque eu vou falar isso uma única vez. Desde que comecei a dar aula, há muitos anos, descobri que nós professores, trabalhamos apenas 5% dos alunos de uma turma. Em todos esses anos observei que de cada 100 alunos, apenas 5 são realmente aqueles que fazem alguma diferença no futuro; apenas 5 se tornam profissionais brilhantes e contribuem de forma significativa para melhorar a qualidade de vida das pessoas e do mundo. Os outros 95% servem apenas para fazer volume; não se dedicam, não se esforçam, não saem da zona de conforto, são acomodados, ficam na mediocridade… Passam pela vida sem deixar nada de útil.

O interessante é que esta porcentagem vale para todo mundo. Se prestarem atenção, notarão que de 100 professores, apenas 5 são aqueles que fazem a diferença; de 100 garçons, apenas 5 são excelentes; de 100 motoristas de táxi, apenas 5 são verdadeiros profissionais que amam o que fazem.

É uma pena muito grande não termos como separar estes 5% do restante, pois se isso fosse possível, eu deixaria apenas os alunos especiais nesta sala e colocaria os demais para fora, então teríamos o silêncio necessário para uma boa aula e eu dormiria tranquilo sabendo ter investido nos melhores.

Mas, infelizmente ainda não há como saber quais de vocês são estes alunos. Só o tempo será capaz de mostrar isso. Portanto, terei de me conformar e tentar dar uma aula para os alunos especiais, apesar da confusão que está sendo feita pelo restante.

Claro que cada um de vocês sempre pode escolher a qual grupo pertencerá: ao grupo que faz a diferença, ou ao grupo que passa pela vida sem deixar sua marca. Pensem bem. Ainda dá tempo de fazer parte do grupo certo, do grupo que faz a diferença. Obrigado pela atenção e vamos à aula”.

Esta simples história nos traz uma forte mensagem sobre a importância da dedicação, do comprometimento, do esforço-extra. Uma lição sobre sair da mediocridade, abandonar o comodismo e fazer as coisas realmente acontecerem. E você? A qual grupo você quer pertencer?

Um grande abraço a todos!

Carlos Hilsdorf

O menino que queria encontrar Deus

menino que queria encontrar Deus

Francisco era um menino com um sonho: ele queria se encontrar com Deus. Um dia tomou a decisão de ir ao encontro de Deus. Mas ele sabia que tinha um longo caminho pela frente, portanto preparou sua mochila com lanches, biscoitos e guaraná, saiu de casa e começou sua caminhada. Após caminhar algumas quadras, encontrou um velhinho bem simples, bem humilde, sentando em um banco da praça olhando os pássaros.

O menino sentou-se no banco junto a ele, abriu sua mochila para pegar um biscoito, quando olhou o velhinho e viu que ele estava com fome, então ofereceu-lhe um de seus lanches.

O velhinho muito agradecido aceitou e sorriu ao menino. Seu sorriso era tão incrível que o menino quis ver de novo, então ele ofereceu-lhe seu guaraná. Mais uma vez o velhinho agradeceu e sorriu ao menino.

O menino estava tão feliz! Ficaram sentados ali sorrindo, comendo biscoito e bebendo guaraná pelo resto da tarde sem falarem um ao outro.

Quando começou a escurecer o menino estava cansado, resolveu voltar para casa, mas antes de sair ele se voltou e deu um grande abraço ao velhinho. Daqueles abraços apertados, que enchem o nosso coração de vida!

O velhinho deu-lhe o maior sorriso que o menino já havia recebido.

Quando o menino entrou em casa, sua mãe surpresa perguntou ao ver a felicidade estampada em sua face:

- O que você fez hoje que te deixou tão feliz?

O menino respondeu:

- Passei a tarde com Deus – e acrescentou – Você sabe, ele tem o sorriso mais lindo que eu já vi.

Enquanto isso, o velhinho chegou em sua humilde casa com o mais radiante sorriso na face, e seu filho perguntou:

- Por onde você esteve e por que está tão feliz?

E o velhinho respondeu:

- Comi biscoito e tomei guaraná no parque com Deus – e antes que seu filho pudesse dizer algo, completou – Você sabe que ele é bem mais jovem do que eu pensava?

E ambos estavam certos…

Esta é uma mensagem simples, mas que traz um grande ensinamento: Nunca subestime a força de um sorriso, o poder de uma atitude ou um simples ato de carinho. Tudo isso tem o potencial de mudar nossas vidas e nos aproximar de Deus.

Geração Y

Separamos este texto sobre a Geração Y para vocês. Confiram:

O que deseja a Geração Y ? (por José Roberto Marques para o Portal Terra)

 

Geração Y

 

Se existe uma geração de profissionais que é constantemente foco das atenções do mercado de trabalho, esta é a Geração Y. E não é para menos. Estes jovens nascidos nas décadas de 80 e 90 cresceram em meio à revolução tecnológica, impulsionada pelo advento da internet e chegaram para mudar a forma como as empresas fazem a gestão de seus colaboradores.

A geração Y, filha da geração X, tem um perfil bem diferente da sua antecessora. Se antes, seus pais queriam estabilidade e fazer carreira numa mesma empresa até se aposentarem, hoje, a Y exige bem mais quando o assunto é trabalho.

Isso é o que também aponta uma pesquisa global realizada pela Robert Half com CFOs (chefes financeiros). O levantamento constatou que para 48% dos entrevistados há a dificuldade em atrair estes talentos e que para 55% destes líderes, reterem a geração Y é a tarefa mais difícil em uma empresa.

A Geração Y e seus anseios

Como reflexo de um novo momento em termos organizacionais, o que estes jovens desejam extrapola os modelos convencionais de gestão. Para os profissionais desta geração um trabalho é atraente quando:

1. Encontram nele um propósito maior para o que fazem diariamente;

2. Realizam atividades desafiadoras;

3. Têm liberdade para inovar;

4. Obtêm feedbacks constantes;

5. Existem líderes coesos e capazes de apoiá-los em seu desenvolvimento;

6. Alcançam reconhecimento e ascensão de forma rápida;

7. Obtêm oportunidades claras de crescimento (Plano de Carreira);

8. Há flexibilidade de horários, ou seja, foco na produtividade e não no tempo;

9. Recebem salários recompensadores;

10. Conciliam vida profissional com qualidade de vida.

Todos estes fatores fazem parte do leque de expectativas que estes profissionais têm em relação ao mercado de trabalho. E são os sinais que as empresas não devem ignorar, pois uma relação de trabalho é também uma relação de troca.

Neste sentido é importante que as organizações busquem em suas estratégias de gestão, conciliar seus objetivos às ambições de seus profissionais da geração Y. Pois ao contrário do que muitos possam supor, a geração Y veste sim a camisa da empresa, é aberta às mudanças, comprometida, inovadora e se bem estimulada, capaz de gerar resultados extraordinários.

Entrevista com palestrante Carlos Hilsdorf sobre Inovação

inovação

Em entrevista ao Jornal Tribuna de Minas, um dos melhores palestrantes do Brasil, Carlos Hilsdorf, aborda o tema Inovação.

 

Como definir inovação no ambiente empresarial?

Inovação é a canalização de criatividade, talento e esforços na geração de diferenciais (em todas as áreas da empresa) que agreguem valor ao negócio, transformando-o em um negócio mais competitivo, mais admirado e mais rentável!

A inovação não se restringe à tecnologia, produtos ou serviços. Podemos e devemos inovar o negócio como um todo, inovando o modelo de negócios: nossas estratégias de vendas, nossos canais de vendas, nosso posicionamento frente ao mercado, nossa relação com clientes, nosso atendimento, nossa relação com fornecedores e colaboradores, produtos, serviços, etc.

 

Quais são as vantagens de inovar?

A principal vantagem em inovar consiste em manter o negócio vivo, atualizado e sustentável.

Continue lendo

Os 3 capitais essenciais de uma empresa de sucesso

“Capital Intelectual é a soma de tudo o que todos em uma empresa sabem, e que dá a ela uma vantagem competitiva.”
Thomas Stewart
(consultor e editor da revista
Harvard Business Review de 2000-2008)

Os três capitais fundamentais de uma empresa hoje são: o capital intelectual, o capital emocional e o capital ético. Da interação entre estes três capitais e do estabelecimento de uma estratégia consistente nasce a possibilidade de um modelo de negócios lucrativo e sustentável.