DOWNLOADS

*campos obrigatórios

Para iniciar o download de material exclusivo, preencha com seus dados:

CONTATO

*campos obrigatórios

Entre em contato conosco e supere suas expectativas:

CONTRATE

*campos obrigatórios

Formulário:

Verifique a disponibilidade de agenda para contar com a presença de
Carlos Hilsdorf em seu evento.
Torne seu evento único!

Preencha o formulário ao lado.

+55 16 3374.3839

Rua Sete de Setembro, 1353, Centro
CEP: 12560-180 São Carlos - SP

Blog

Os primeiros passos no mercado de trabalho

Confiram esta entrevista concedida pelo palestrante Carlos Hilsdorf ao jornal da Anhanguera Educacional, sobre o tema empregabilidade, como se destacar no mercado de trabalho e quais os desafios encontrados pelo jovens que buscam seu primeiro emprego.



AE – Atualmente, quais os principais desafios para que o jovem consiga entrar no mercado de trabalho?

Primeiramente, obter o conhecimento relevante para atuar na área pretendida. Vale lembrar que estamos vivenciando a “Era do Conhecimento” e este será sempre o principal diferencial competitivo. Além do conhecimento e dedicação à área pretendida, o jovem deve ampliar suas competências e habilidades interpessoais, desenvolver uma boa comunicação, se aprimorar em outro idioma, criar uma rede de relacionamentos de qualidade. Qualificação é sempre essencial, mas não depende apenas da instituição de ensino, depende também do empenho do aluno. O jovem deve buscar participar de processos seletivos e entrevistas de emprego em empresas interessantes, e estar estar sempre preparado, para que quando a oportunidade aparecer, ele esteja apto a agarrá-la.




AE – Qual a importância da graduação na busca por melhores oportunidades de trabalho? E qual a importância da pós-graduação neste mesmo contexto?

Como vimos, o conhecimento é hoje o grande diferencial competitivo. É importante perceber que obter conhecimento relevante não é apenas acumular informações, mas saber utilizá-las com senso crítico para atuar com excelência em determinada área. O mercado mudou muito. As empresas não contratam mais profissionais que cursaram boas graduações pelo fato de possuírem ensino superior, mas pelo fato de terem aprendido a utilizar o seu senso crítico diante das questões do cotidiano empresarial. Este é o papel fundamental de uma boa graduação, capacitar o aluno na área em questão e despertar este senso crítico tão valorizado pelas maiores e melhores empresas, para que os alunos possam, não apenas executar suas tarefas bem do ponto de vista técnico e operacional, mas que sejam capazes de pensar estrategicamente, agregando mais valor.
Quando uma empresa compara o currículo de dois candidatos com boas graduações, mas apenas um possui uma boa pós-graduação, ele já terá uma vantagem.
É importante notar que o mundo corporativo atual valoriza muito a “formação cruzada”. Por exemplo: um profissional com graduação em Administração e pós em Marketing torna-se mais interessante que um profissional com graduação e pós na mesma área.


AE – O que o senhor considera fator preponderante para a obtenção de melhores salários, no que diz respeito à qualificação profissional (em ordem de importância): graduação; cursos de idiomas; pós-graduação; sólida experiência profissional ou há outros que o senhor considera ainda mais importantes?

A graduação e pós-graduação contam muito nas primeiras fases da carreira e em promoções até o nível médio da hierarquia corporativa. Daí em diante conta mais o histórico de realizações profissionais, ou seja, os cases que a pessoa desenvolveu e ajudou a desenvolver durante sua trajetória empresarial. Falar um segundo idioma sempre conta pontos, mas seu peso é relativo ao ramo de atividades e à nacionalidade da empresa; nas multinacionais é pré-requisito.


AE – O senhor acredita que a graduação é o primeiro degrau para o crescimento profissional? Por quê?

De todas as formas de aquisição de conhecimento, a graduação em uma instituição sólida e com corpo docente de qualidade é, sem dúvida, o melhor caminho. Nestas circunstâncias, o aluno não entra apenas em contato com o melhor conteúdo, mas conta com a vivência, bagagem e experiência de seus mestres. Eu sempre recomendo aos jovens que façam uma excelente graduação, mesmo que no futuro decidam-se por outras áreas, a graduação lhes trará condições de senso crítico e vivência fundamentais.


AE – Qual a importância das relações pessoais no ambiente de trabalho e o quanto elas podem beneficiar ou prejudicar o funcionário?

As empresas hoje, mais que nunca, valorizam o trabalho em equipe. Neste contexto, possuir boa inteligência emocional e social é fundamental. As habilidades interpessoais são o segundo item mais importante depois da qualidade conceitual e capacidade de realização de um profissional. Sem habilidades interpessoais bem desenvolvidas, o profissional terá menores oportunidades de participar em projetos interessantes ou de ser promovido. As pessoas que ignoram estes fatores terão grandes dificuldades no contexto atual e podem chegar a inviabilizar suas carreiras.


AE – Quais as qualidades mais admiradas em um profissional, em sua opinião?

Em primeiríssimo lugar: caráter. Na sequência, podemos elencar senso crítico, lucidez, raciocínio lógico, pró-atividade, comprometimento, criatividade/inovação e grande capacidade de comunicação e argumentação para defender pontos de vista (item predominante nos maiores salários de cada categoria). Recentemente escrevi um livro chamado “51 Atitudes essenciais para vencer na vida e na carreira” (Ed. Clio), que trata exatamente disto, quais atitudes e qualidades o profissional deve desenvolver para ampliar seu potencial de realização pessoal e profissional.


AE – Quais qualidades na vida pessoal podem se tornar um diferencial negativo na vida profissional (excesso de confiança, muita sinceridade etc)?

Com exceção feita às questões de ética e caráter, defeitos e virtudes são relativos ao meio. No mundo corporativo não se pode confundir sinceridade com falta de tolerância. Da mesma forma, não se pode confundir pró-atividade com agir de maneira precipitada.
Confiança em excesso pode parecer arrogância a algumas pessoas, intensificando a já grande fogueira das vaidades do mundo dos negócios.
Cabe analisar que a moderação e o equilíbrio são sempre caminhos de sabedoria e êxito.


AE – Conseguir sucesso profissional depende de uma série de fatores, dentre eles esforço, qualificação e muitas vezes sorte. Quais dicas o senhor daria para um jovem em início de carreira (que acaba de se graduar) que sonha em conseguir sucesso em sua profissão?

Entendo sorte como uma oportunidade favorável, mas que precisa de competência para se transformar em sucesso.
A grande dica para o início de carreira é: interesse-se por tudo, continue estudando e aprendendo com todas as oportunidades e por todos os meios; coloque-se em posição de servir (não confundir com subserviência) e procure agregar o máximo valor a todas as tarefas a que for convidado, mesmo as menores – isso demonstrará a seus superiores sua intenção e disposição de crescer.


AE – Em um mercado de trabalho tão competitivo, o que fazer para se destacar?

Faça o que os outros não fazem. Faça o que os outros fazem de uma forma que eles não costumam fazer. Imprima sua marca, agregando valor a todas as atividades, de forma sempre ética. Demonstre a seus superiores que você está pronto para desafios e que possui visão de longo prazo. Na fase inicial, deixe claro que você valoriza mais a aprendizagem e a experiência que a remuneração. Em meu Twitter, ofereço dicas diariamente para que os profissionais possam desenvolver um comportamento orientado para o sucesso, uma postura baseada em atitudes que ampliam suas possibilidades e seus horizontes, atitudes vencedoras.


Sobre Carlos Hilsdorf: Considerado pelo mercado empresarial um dos 10 melhores palestrantes do Brasil. Autor e consultor de empresas. Representou o Brasil no Congresso Mundial de Administração (Alemanha) e no Fórum Internacional de Administração (México). Autor do best seller Atitudes Vencedoras e referência nacional em desenvolvimento humano.
Site: www.carloshilsdorf.com.br
Twitter: www.twitter.com/carloshilsdorf

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>