DOWNLOADS

*campos obrigatórios

Para iniciar o download de material exclusivo, preencha com seus dados:

CONTATO

*campos obrigatórios

Entre em contato conosco e supere suas expectativas:

CONTRATE

*campos obrigatórios

Formulário:

Verifique a disponibilidade de agenda para contar com a presença de
Carlos Hilsdorf em seu evento.
Torne seu evento único!

Preencha o formulário ao lado.

+55 16 3374.3839

Rua Sete de Setembro, 1353, Centro
CEP: 12560-180 São Carlos - SP

Artigos

Drummond e o Novo Marketing

Acelerado, incerto, mutável, complexo, exigente, inteligente. Estes adjetivos são, no mínimo, alguns aos quais podemos recorrer para definir os mercados em que pretendemos vencer. Para fazer frente às particularidades destes mercados em mutação acelerada, precisamos de um marketing ainda mais inteligente e ousado.

Um marketing arquitetado sob uma plataforma estratégica inovadora e consistente, que seja capaz de combinar o rigor analítico da era dos algoritmos com a criatividade radical das manifestações underground da arte e da cultura. Estamos falando de um marketing maduro, que compreenda que embora a essência do Homem continue, em síntese, a mesma, suas manifestações variam a cada segundo e, portanto, também variam os produtos, serviços e a comunicação que a ele se destinam.

Todos sabemos que o salto tecnológico é irreversível, mas é incrível o número de profissionais e clientes ainda apegados a formas tradicionais de marketing (apenas como dado, considere que 54% dos consumidores norte-americanos baniram o telemarketing de suas vidas).

Cada época tem suas particularidades e as melhores empresas e profissionais introduzem o futuro antecipando-se às tendências. Eu e outros colegas estamos sinalizando há bastante tempo sobre a revolução do geomarketing, um marketing extremamente customizado que se vale de tecnologias como a localização por satélite, um bom database, telecomunicação móvel massificada e, por que não, ferramentas de biometria, hoje muito acessíveis.

Como propôs o especialista em estratégia, Michael Kami: "Seu destino não está em suas mãos; está nas mãos do consumidor, da sociedade. As mudanças nas necessidades, desejos e demandas deles lhe dirão para onde você deve ir".
A era do Minority Report chegou, mas alguns ainda insistem em "pintar as porteiras de fazendas".

Realidade aumentada, leitura biométrica com cruzamento de database por afinidade, promoções relâmpago lançadas via torpedo para o seu celular envolvendo geomarketing são assuntos que devem estar em nosso foco de trabalho. No ano passado, a empresa NEC Corporation lançou um protótipo de publicidade digital capaz de apresentar propagandas personalizadas a cada cliente que se aproxima de uma vitrine, arara ou gôndola de loja. Os clientes são reconhecidos por uma câmera digital que processa uma leitura biométrica, reconhece sua idade, sexo e histórico de compras no estabelecimento e seleciona a propaganda mais apropriada caso a caso. Experiências de sucesso com displays acoplados em vitrines que apresentam roupas mais apropriadas ao biótipo dos clientes prometem uma grande revolução no vitrinismo.

A popularização destes sistemas começa agora em 2011 e já há agências brasileiras super plugadas nestas oportunidades de negócios. Embora ainda exista muita polêmica acadêmica sobre o tema, o fato é que em breve você estará entrando em uma loja, sabendo o que seus amigos de redes sociais estão comprando e recebendo promoções personalizadíssimas.

Segundo o especialista em comportamento de consumidores Herb Sorensen, os clientes já não são mais efetivamente atingidos por anúncios estáticos que se incorporam ao layout dos centros de compras, eles estão em busca de algo mais efetivo e sob medida. Nosso celular será um fantástico canal de vendas na era do geomarketing. Empresas maravilhosas como a Editora Abril também estão avançadas em propostas para esta nova era.

Ah! E você me pergunta onde entra Drummond em tudo isso? Bem, é ele quem propõe a reflexão aos que querem continuar saudosistas em termos de marketing nos seguintes trechos de José:

JOSÉ
Carlos Drummond de Andrade
E agora, José?
A festa acabou,
a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou,
e agora, José ?

[...]

Com a chave na mão
quer abrir a porta,
não existe porta;
quer morrer no mar,
mas o mar secou;
quer ir para Minas,
Minas não há mais.
José, e agora?

Carlos Hilsdorf
Economista, pós-graduado em Marketing pela FGV, consultor e pesquisador do comportamento humano. Considerado um dos melhores palestrantes do Brasil na atualidade. Palestrante dos Congressos Mundiais de Administração (Alemanha e Itália) e do Fórum Internacional de Administração (México). Autor dos best sellers Atitudes Vencedoras, apontado como uma das 5 melhores obras do gênero, 51 Atitudes Essenciais para Vencer na Vida e na Carreira, e Revolucione Seus Negócios. Referência nacional em desenvolvimento humano.

LOJA

- CONHECIMENTO NÃO TEM PREÇO! INVISTA EM VOCÊ!